Estevan Facure, Advogado

Estevan Facure

(18)Uberlândia (MG)
494seguidores2seguindo
Entrar em contato

Sobre mim

Sócio Proprietário do Escritório Lellis & Facure Advogados.
Advogado formado pela Universidade Federal de Uberlândia, inscrito na ordem sob o número 163.204 OAB/MG e membro do Instituto Brasileiro de Direito de Família - IBDFAM.
Acesse: www.lefadv.com.br; www.facebook.com/lellisfacure;

Verificações

Estevan Facure, Advogado
Estevan Facure
OAB 163,204/MG

Autor (Desde Mar 2016)

Comentarista (Desde Mar 2016)

PRO
Desde March 2016

Principais áreas de atuação

Direito do Consumidor, 33%

É um ramo do direito que lida com conflitos de consumo e com a defesa dos direitos dos consumidor...

Direito de Família, 33%

É o ramo do direito que contém normas jurídicas relacionadas com a estrutura, organização e prote...

Direito Civil, 33%

É o principal ramo do direito privado. Trata-se do conjunto de normas (regras e princípios) que r...

Correspondência Jurídica

Serviços que realizo como correspondente jurídico
Peças
Cargas
Recursos
Despachos
Andamentos
Exame de processos

Primeira Impressão

(18)
(18)

18 avaliações ao primeiro contato

Direito de Família

Direito do Consumidor

Direito do Trabalho

Comentários

(106)
Estevan Facure, Advogado
Estevan Facure
Comentário · há 27 dias
Vamos analisar o que diz o Código Civil:

Art. 1.696. O direito à prestação de alimentos é recíproco entre pais e filhos, e extensivo a todos os ascendentes, recaindo a obrigação nos mais próximos em grau, uns em falta de outros.

Art. 1.697. Na falta dos ascendentes cabe a obrigação aos descendentes, guardada a ordem de sucessão e, faltando estes, aos irmãos, assim germanos como unilaterais.

Impossível fazer uma interpretação extensiva para abranger os tios. Tal decisão fere de morte o direito ao planejamento familiar de uma pessoa. Imagine que uma pessoa dedicou sua vida inteira aos estudos e ao trabalho e seus irmãos, em contra partida, não deram tanta importância assim ao planejamento familiar/carreira. Depois de anos, o irmão mais bem sucedido terá que garantir a sobrevivência de TODOS os seus sobrinhos? Número este que pode chegar a dezenas (que não é incomum no Brasil).

O juiz deve-se ater a lei. Se o Estado quiser tutelar o interesse desses menores "abandonados materialmente", pois que crie mais políticas públicas neste sentido. Lembrando-se que já existe Bolsa Família, LOAS, abrigos e etc. em nosso País.

Perfis que segue

(2)
Carregando

Seguidores

(494)
Carregando

Tópicos de interesse

(12)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres
Fale agora com Estevan
(034) 3222-69...Ver telefone
(034) 99880-69...Ver telefone
(034) 99210-96...Ver telefone
Av. Cesário Alvim, 3.073, sala 07, Bairro Brasil - Uberlândia (MG) - 38400-696

Estevan Facure

Av. Cesário Alvim, 3.073, sala 07, Bairro Brasil - Uberlândia (MG) - 38400--696

(034) 3222-69...Ver telefone

(034) 99880-69...Ver telefone

(034) 99210-96...Ver telefone

Entrar em contato